Japoneses criam sorvete que não derrete

Segundo reportagem do jornal japonês “The Asahi Shimbun”, em um dia de calor (28ºC), após 5 minutos na temperatura ambiente, o novo sorvete ainda mantinha sua forma original (e continuava gelado).

O segredo para a façanha, segundo o professor de farmácia da Universidade de Kanazawa Tomihisa Ota que desenvolveu a iguaria, é um extrato de morango que contém uma substância chamada polifenol.

“O polifenol tem propriedades que dificultam a separação da água e do óleo, de forma que, na composição de um picolé, este ficará em sua forma original por um tempo muito maior e será mais difícil de derreter”, disse.

MORANGOS
A descoberta aconteceu por acidente, quando o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento de Bioterapias começou a fazer testes com os morangos da região com a ideia de ajudar os produtos locais a se recuperarem dos grandes terremoto e tsunami de 2011.

À época, a produção de morangos não ia bem e as frutas não estavam bonitas o suficiente para serem comercializadas –daí a ideia de trabalhar com o extrato de polifenol em algumas sobremesas.

Os primeiros testes não deram nada certo porque, em contato com o polifenol, o creme de leite se solidificava imediatamente. Não demorou para que surgisse a ideia de usar o ingrediente “antiderretimento” em sorvetes.

Veja o sorvete “em ação” contra um secador de cabelos no vídeo abaixo:

0 respostas

Deixe uma resposta

Inicie um fórum de discussão!
Sinta-se a vontade para contribuir! Não esqueça, deixe-nos seu Nome: Email: e DDD+Telefone:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *